A TERRA GRAPIÚNA AOS OLHOS DE JORGE AMADO

Aline Jesus Sena

Resumo


Este trabalho tem por objetivo apresentar as muitas possibilidades levantadas por meio da escrita memorialística. Trata-se da apresentação do romance do escritor baiano Jorge Amado, O menino grapiúna, e a história que esse romance segue para a região cacaueira baiana no início do século XX. Ao compor seu romance por meio de suas lembranças o autor permite ao leitor uma apresentação diferente e traçada de forma não linear e impregnada pela fantasia que permitirá o preenchimento das lacunas que surgirão no meio das lembranças que se darão ao escritor.

Texto completo:

PDF

Referências


AMADO, Jorge. O menino grapiúna. Rio de Janeiro: Record,1987.

COUTINHO, Afrânio. Introdução à literatura no Brasil. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil S. A. 1976.

CUNHA, Eneida Leal. A “Casa Jorge Amado”. In: Arquivos Literários. São Paulo: Ateliê Editorial, 2003.

DESCARTES, René. Cogitationes privatae. In: Discours de la méthode. Paris: FG Flammarion, 2000.

DUQUE ESTRADA, Elizabeth M. Sobre a escrita de si e seus vínculos com a dimensão política: Algumas sugestões (ainda) dispersas. In: IPOTESE: Revista de estudos literários. v. 8, n.1. jan/jun, 2004 e n. 2. jul/dez. 2004. Juiz de Fora: Editora UFJF, 2004.

FURTADO, Fernando Fábio R. A idade do Serrote. In IPOTESE: Revista de Estudos Literários. v. 6. n. 1. jan/jun de 2002. Juiz de Fora: Editora UFJF, 2002.

GOMES, Álvaro Cardoso. Literatura comentada: Jorge Amado. São Paulo: Abril Educação, 1981.

PIGLIA, Ricardo. Memoria y tradución. In: Literatura e memoria cultural. 2° Congresso ABRALIC:Anais: Belo Horizonte: Associação Brasileira de Literatura Comparada, 1991, v. 1.

REZENDE, Vânia Maria. O menino na literatura brasileira. São Paulo: Editora Perspectiva, 1988.

VOLPE, Miriam L. Geografias de exilo. Juiz de Fora: Ed. Da UFJF, 2005


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN (Impresso): 1517-9257

ISSN (Eletrônico): 2448-1165

Papéis - Revista do Programa de Pós-Graduação em Estudos de Linguagens

Centro de Ciências Humanas e Sociais

Universidade Federal de Mato Grosso do Sul