AS UNIDADES FRASEOLÓGICAS COM ZOÔNIMOS: INSERÇÃO E DELIMITAÇÃO MORFOLÓGICA NOS DICIONÁRIOS MONOLÍNGUES UNESP E HOUAISS

Rosana Budny, Adja Balbino de Amorim Barbieri Durão

Resumo


O artigo apresenta parte de uma pesquisa que se insere na área da Metalexicografia e na da Fraseologia. Nela se investigam unidades fraseológicas com zoônimos nos dicionários monolíngues UNESP (2004) e Houaiss (2007)  e seus equivalentes de tradução em dicionários bilíngues português-inglês/inglês-português. Para o escopo deste artigo, tomam-se por base reflexões teóricas de alguns estudiosos da área como Corpas Pastor, 1996; Xatara, 1998; Pérez, 2000; Ortíz Alvarez, 2000, 2001; Welker, 2004, 2008 na tentativa de encontrar parâmetros para descrever aspectos relacionados com a inserção e a delimitação morfológica das unidades fraseológicas com zoônimos nos dicionários mencionados. Os dados demonstram que nem sempre a entrada desse tipo de expressões obedece aos parâmetros estabelecidos nos textos iniciais dos referidos dicionários. Esta pesquisa pretende dar a conhecer o tratamento oferecido a unidades fraseológicas com zoônimos no âmbito dos dicionários citados. Outra justificativa para o levantamento desses dados é o entendimento de que, dependendo do posicionamento da entrada das unidades fraseológicas com zoônimos nos dicionários, torna-se difícil sua identificação por parte do usuário, o que pode ocasionar-lhe perda de tempo na busca das informações desejadas.

Texto completo:

PDF

Referências


CORPAS PASTOR, Gloria. Manual de fraseología española. Madrid: Gredos, 1996.

HOUAISS, A. Dicionário Houaiss da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Editora Objetiva, 2007.

ORTIZ ÁLVAREZ, Maria Luiza. Expressões idiomáticas do português do Brasil e do espanhol de Cuba: estudo contrastivo e implicações para o ensino de português como língua estrangeira. Tese de doutorado em Linguística Aplicada, Instituto de Estudos da Linguagem da Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2000.

__________________. Dicionário de expressões idiomáticas ou dicionário fraseológico? Línguas e Letras (CECA/Cascavel) 2.2: 83-96, 2001.

__________________. Tendências atuais na pesquisa descritiva e aplicada em Fraseologia e Paremiologia. Campinas: Pontes, 2012.

PÉREZ, María Isabel Santamaría. Tratamiento de las unidades fraseológicas en la lexicografía bilingüe español-catalán. Tesis de Doctorado, 2000.

ROMÃO, Tito Lívio Cruz. Fraseologias zoonímicas relativas a peixes, cetáceos e crustáceos: um estudo comparativo entre o português do Brasil e o alemão. Anais do SILLIC - I Simpósio Internacional de Lexicografia e Linguística Contrastiva. 2011.

SILVA, José Pereira da. Ensaios de Fraseologia. Rio de Janeiro: Dialogarts, 1998.

TAGNIN, Stella Esther Ortweiler. Expressões Idiomáticas e Convencionais. São Paulo: Ática, 1989.

UNESP / BORBA, F. S. Dicionário UNESP de português contemporâneo. São Paulo: UNESP, 2004.

WELKER, Herbert Andreas. Dicionários – Uma pequena introdução à Lexicografia. Brasília, DF: Thesaurus, 2004.

______. Panorama geral da lexicografia pedagógica. Brasília: Thesaurus, 2008.

______. Lexicografia Pedagógica: Definições, História, Peculiaridades. In: XATARA, Cláudia Maria; BEVILACQUA, Cleci Regina; HUMBLÉ, Philippe (orgs.). Lexicografia Pedagógica, Pesquisas e Perspectivas. UFSC/NUT, 2008.

XATARA, Cláudia Maria. O campo minado das expressões idiomáticas. Alfa. 42 (n.esp.): p. 147-159, 1998.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN (Impresso): 1517-9257

ISSN (Eletrônico): 2448-1165

Papéis - Revista do Programa de Pós-Graduação em Estudos de Linguagens

Centro de Ciências Humanas e Sociais

Universidade Federal de Mato Grosso do Sul